ACIV elege nova diretoria em meio à crise econômica e divisão dos comerciantes

ACIV elege nova diretoria em meio à crise econômica e divisão dos comerciantes

Luiz Felipe Leite
Repórter

Novo presidente da entidade defende diálogo e união da categoria
Novo presidente da entidade defende diálogo e união da categoria

Luiz Felipe Leite

Repórter

A ACIV (Associação Comercial e Industrial de Valinhos) elegeu na última terça-feira, 9, a nova diretoria executiva da entidade para os próximos dois anos. No entanto, com uma crise econômica duradoura, e com os comerciantes divididos com outra entidade representativa (UCSV – União do Comércio e Serviços de Valinhos), o cenário é incerto.

Emerson Ferrari foi eleito presidente da ACIV. Ele, que já presidiu a entidade anteriormente, foi entrevistado pela Folha de Valinhos esta semana e disse que não vê uma divisão entre os comerciantes. “Não acho que haja uma divisão. A outra entidade surgiu de uma necessidade deles. Deixo claro que existe uma pré-disposição de abertura, por parte da minha gestão, em ouví-los para tentarmos um diálogo. Não quero rivalizar com nenhuma outra entidade”, disse.

Em relação aos planos para a próxima gestão, que começará oficialmente em junho, Ferrari disse que o trabalho para ‘driblar’ a crise econômica começará imediatamente. “Vivemos um momento complicado na economia, que apesar de sinais sutis de crescimento, não temos um reflexo positivo, principalmente no comércio. Nosso trabalho será criar um planejamento (já temos pautas iniciais). Trabalharemos em áreas pontuais. Queremos trazer os comerciantes mais para perto da ACIV. Iremos procurar os vereadores e o prefeito, pois precisamos estar próximos das tomadas de decisões”, contou.

Divisão
A USCV foi criada em 13 de dezembro de 2015 por comerciantes que não se sentiam representados pela ACIV. Segundo o presidente da USCV, Errol Wilson, havia na época uma necessidade de uma entidade verdadeiramente integrada e com muito empenho junto as deficiências e também que auxiliasse os comerciantes, no intuito de melhorias para um comércio mais coeso e conhecido na região. “